Lista de postagem

Terapia com cavalos para crianças

Crianças portadoras de Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade são muitas vezes tidas como “avoadas” e “desligadas”. Contudo, o TDAH é um distúrbio sério, que faz com que o pequeno apresente dificuldades de aprendizado e no relacionamento com as demais pessoas. Para garantir o total desenvolvimento da criança, a equoterapia surge como uma alternativa viável.

Blog_corpo

O que é o TDAH?

O TDAH é uma doença neurobiológica, de causas genéticas, que se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. O transtorno afeta cerca de 3% a 5% das crianças brasileiras, segundo a Associação Brasileira de Déficit de Atenção (ABDA), e manifesta os seus primeiros sinais geralmente entre 1 e 2 anos de idade.

Como a equoterapia funciona

A equoterapia consiste em realizar exercícios em cima de um cavalo. A meta é desenvolver as capacidades funcionais do praticante para que ele tenha independência nas atividades da vida diária. As atividades praticadas são tridimensionais e multidirecionais, o que provoca o estimulo do sistema nervoso central e proporciona um aumento da capacidade de atenção.

Segundo pesquisa realizada na Universidade de Medicina da Noruega, a equoterapia ajuda as crianças que possuem TDAH a terem um melhor convívio social e qualidade de vida. A pesquisa foi realizada com cinco crianças. Elas tiveram seções de equoterapia duas vezes por semana durante dois meses. Todas elas apresentaram melhora no desenvolvimento de atividades cotidianas realizadas a médio e longo prazo.

Para cada fase da vida, as atividades são diferentes. Na infância, elas envolvem brincadeiras e focam nos aspectos motores e emocionais, tendo um impacto direto na vida escolar. A atividade deve ser realizada duas vezes por semana, por no mínimo seis meses, mas os primeiros sinais de melhora já aparecem no segundo mês.

Os fisioterapeutas afirmam que o praticante de equoterapia consegue ter disciplina e controlar seus impulsos e ansiedades.

A equoterapia não descarta o acompanhamento de profissionais especializados no assunto, como neurologistas, psicólogos, psiquiatras e fonoaudiólogos.

Fonte: https: www.vix.com

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.