Lista de postagem

Comportamento Agressivo – O que fazer?

Os cães com comportamento agressivo não nasceram dessa maneira. O que acontece muitas vezes é que os tutores não sabem qual a melhor maneira de treinar e educar seus pets. E essa falta de conhecimento faz com que o cão responda aos comandos de maneira violenta ou agressiva.

Os cães, assim como os outros animais adquirem hábitos e comportamentos agressivos por diversos motivos. Normalmente, os comportamentos surgem quando os dogs se encontram em uma situação onde sentem medo ou então por guarda de recurso.

O tutor que não percebe os sinais que antecedem comportamentos agressivos do seu cãozinho, certamente vai se deparar com um cão de difícil convívio no futuro. A responsabilidade do temperamento de um cão é sempre do tutor. Você pode pensar “Mas existem cães que, por natureza, tendem a ser mais protetores e territorialistas” Sim! De fato, algumas raças tem um instinto mais protetor. Porém, não existe uma raça de cachorro que seja agressiva quando criada, educada e treinada da maneira correta, com profissionais e técnicas corretas!

Como nossos peludos não sabem falar, eles encontram outras maneiras pra dizer “Cara, para com isso, eu não estou gostando! “. E essas maneiras são através de linguagem corporal. Eles, através de sinais corporais, te mostram que, apesar de não quererem, se você continuar fazendo o que eles não estão gostando, certamente reagirão de maneira agressiva.

Quando os filhos fazem algo errado nós o repreendemos, certo?  Com nossos pequenos é a mesma coisa: quanto mais nós, tutores, passarmos a mão na cabeça ou ignorarmos o fato de que nossos peludos precisam sim de ajuda para que haja uma mudança no seu comportamento, mais vezes isso irá acontecer e mais difícil será de reverter essa situação.

Como devemos evitar e lidar com o comportamento agressivo

Os cães, assim como vários outros animais, usam a linguagem corporal para se comunicar e se expressar. Inclusive para intimidar, tentando parecer maior, arrepiando seus pelos, olhando fixo e os dentes à mostra.

O melhor a se fazer quando você perceber que seu peludo está apresentando sinais de linguagem corporal de que está acontecendo algo que ele não está gostando é afastar-se.

Se o estímulo que o incomoda for você, deixe-o quietinho no canto dele até ele ficar mais calmo. Já se o estímulo que deixa seu cachorro agressivo for outra pessoa ou pet, e você estiver com ele na coleira, não pense duas vezes e leve-o para a direção oposta. O importante é que seu cachorro não tenha contato visual com o estímulo que não o agrada.

Conforme você for adquirindo confiança para avançar e ajudar seu peludo a mudar seus comportamentos, você pode usar de técnicas de reforço positivo que vão fazer com que ele encare as situações que o deixam incomodado de outra maneira. Por exemplo, se ele não gosta de pessoas andando de bicicleta, sempre que cruzarem com alguém, e seu cachorro começar a demonstrar sinais de agressividade, latir, puxar a guia, pegue um petisco e dê para ele. Repita isso sempre que o estímulo que o incomoda aparecer. Assim, aos poucos ele vai perceber que aquilo que antes era algo ruim, sempre traz uma coisa boa, que ele adora: aquele petisco bem gostoso. E com o tempo ele vai acabar gostando daquele estímulo que antes era algo ruim.

Outra alternativa que pode ajudar é contar com a ajuda de um profissional da área. Apenas lembre-se, quanto antes você tomar a iniciativa de mudar esses comportamentos agressivos do seu cão, melhor será tanto para você quanto para ele, e mais fácil será esse processo!

Fonte: https://petanjo.com/

 

 

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.