Lista de postagem

CÃES IDOSOS – CUIDADOS IMPORTANTES

Assim como os seres humanos, os cães idosos destacam uma série de mudanças no comportamento e na disposição com o passar do tempo, e estar atento para notar esses sinais no seu pet é a melhor forma de garantir que ele tenha bem-estar em todas as fases da vida.

Embora a idade em que um cão possa ser considerado idoso varie de acordo com o seu porte, é entre os 8 e os 10 anos de vida que esses pets começam a apresentar os sinais mais típicos dessa fase, exigindo cuidados maiores e mais específicos por parte dos seus tutores.

A diminuição dos níveis de energia, problemas na visão, audição e percepção são ocorrências bastante comuns quando uma idade mais avançada chega para os cães, assim como mudanças na pelagem e o aparecimento de caroços e outros relevos na pele. Junto com isso, o cansaço começa a aparecer mais cedo nas atividades do pet e as suas horas de sono aumentam consideravelmente.

Cuidados especiais para cães idosos

Além das consultas com profissionais, vale lembrar que os tutores de cachorros mais velhinhos devem prestar atenção na alimentação dos pets; optando pela ração para cães idosos como base da dieta.

O surgimento de problemas nas articulações e de dores nas juntas também é comum nos cachorros mais velhos, e os profissionais veterinários podem receitar suplementos nutricionais para amenizar o nível de desconforto do pet em função desse tipo de problema.

O acompanhamento da dieta e a realização de exercícios físicos regulares também são boas maneiras de prevenir o desenvolvimento acelerado de complicações motoras no pet – sendo que esse controle deve ser indicado e acompanhado por profissionais.

Adaptando a rotina ao cachorro idoso

Não são apenas as visitas ao veterinário que devem mudar quando o cão chega a fase idosa, e a rotina do pet também deve ser adequada às suas condições físicas por meio de pequenas e importantes atitudes.

  • Prefira caminhadas mais curtas e lentas na companhia do pet;
  • Evite mudanças grandes na posição dos móveis da casa para prevenir acidentes;
  • Troque os brinquedos do cão por versões específicas para pets idosos;
  • Disponibilize caminhas e cobertores para o cachorro em diferentes locais da casa, mantendo o seu conforto;
  • Adapte rampas no lugar de escadas dentro de casa, quando for possível;
  • Evite a permanência do pet em locais que favoreçam acidentes, como lances de escada ou chãos escorregadios;
  • Massageie e escove o pet semanalmente para evitar o aparecimento de problemas na sua pele e pelagem;
  • Mantenha o cão afastado de áreas com temperaturas extremas e ou correntes de ar.

Fonte: https://www.petz.com.br

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.