Lista de postagem

A importância dos animais de estimação no tratamento da depressão

Os animais de estimação são mais do que meras companhias peludas. Eles podem ser cruciais para a melhora da saúde, como no caso de quem tem depressão. A presença do bichinho se torna muito importante, pois traz estímulo para o dono seguir em frente e superar o mau momento.

O que é a depressão?

A depressão , também chamada de Transtorno Depressivo Maior, é um distúrbio mental caracterizado pela perda ou diminuição do interesse pelas atividades e prazeres da vida, prejudicando significativamente o dia a dia. Esse problema gera angústia e letargia profunda, muitas vezes sem motivo aparente. É causado pelo desequilíbrio na bioquímica cerebral, como diminuição da oferta serotonina, neurotransmissor ligado à sensação de bem-estar.

Por muito tempo a depressão não era considerada uma doença. Muitos acreditavam que essa perda de interesse era passageira e um exagero por parte da pessoa. Mas, hoje já é comprovado seu grau de seriedade, sendo considerada a quarta principal causa de incapacitação, segundo a Organização Mundial da Saúde.

O transtorno psiquiátrico atinge qualquer tipo de pessoa, de todas as idades. A doença é tão grave que pode levar a diversos sintomas físicos e comportamentais anômalos, como alterações no sono, apetite, concentração, autoestima, nível de energia e, em casos mais graves, até pensamentos suicidas.

A depressão deve ser tratada com a ajuda de psicoterapeutas e medicamentos. Aos poucos a pessoa irá melhorando e retomando a sua vontade de viver. A terapia pode ter melhor resultado com a presença, e ajuda, de um animalzinho de estimação.

Como os animais ajudam na depressão

Os pets auxiliam em diversos problemas de saúde e um deles é a possibilidade de curar ou, pelo menos, reduzir a depressão. O amor incondicional e puro que os animais expressam pelo dono é muito genuíno, por isso eles são ótimas companhias nesse momento complicado da vida. Não é preciso se isolar da sociedade e viver apenas com seu bichinho, pois não irá potencializar o tratamento. O ideal é apenas desfrutar de sua companhia e tentar superar as dores.

De acordo com especialistas, os pets têm a capacidade de reduzir os pensamentos negativos. Estar perto deles faz passar todo o estresse, tristeza, angústia e solidão. A responsabilidade de cuidar de um ser vivo dá às pessoas com depressão a oportunidade de interagir, se sentir importante e ter com quem se importar. A rotina de cuidados, alimentação, banho, carinho, gera incentivos para continuar vivendo.

Além disso, os bichinhos precisam brincar e se exercitar, sendo um estímulo para os donos também praticarem atividade física e estimularem sua mente. Exercícios liberam endorfinas no cérebro que aliviam os sintomas da depressão, tudo ficam muito melhor quando se tem companhia.

Os dois bichinhos mais clássicos são gato e cachorro. Eles são perfeitos já que interagem e gostam muito do carinho humano. Olhar para o cão produz no cérebro o hormônio da oxitocina, gerando a sensação de felicidade, já o ronronar dos felinos acalma e alivia o sentimento de ansiedade.

Fonte: Canal do Pet – iG 

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.