Lista de postagem

Outono e os pets

Para a grande maioria das pessoas e também para os animais, o outono é uma estação agradável. Mas como toda mudança de estação traz mudanças no clima, devemos ter alguns cuidados especiais com nossos pets.

Umidade do ar

No outono, a umidade do ar fica reduzida, o que predispõe a problemas respiratórios. Pode parecer brincadeira, mas uma medida importante que podemos adotar para evitar maiores problemas é a utilização de inalação. A inalação pode ser feita com soro fisiológico e sua quantidade e tempo de exposição variam conforme a idade, tamanho e saúde do animal.

Consulte sempre um médico veterinário para uma melhor orientação.

Frio

O outono é uma estação com muitas variações de temperatura. Começa o dia frio, esquenta durante o dia e a noite volta a esfriar. Não é raro surgirem problemas nas partes óssea e muscular naquele cão ou gato mais velhinho. É comum fazer uma visita ao veterinário para levar os pets com dores de coluna, cãibras e problemas locomotores. Por isso, é importante, assim como fazemos conosco, proteger os bichinhos das friagens.

 

Hidratação

É um engano pensar que a desidratação só acontece em dias de calor intenso. Com a temperatura mais amena, a tendência é que o animal beba menos água. Dessa forma alguns animais podem desidratar e, se for um animal mais velho, pode até predispor a problemas renais.

Portanto, é recomendável o uso de alimentos com maior umidade, pelo menos uma vez por semana ou de bebidas que incentivem a ingestão por parte do animal. Um médico veterinário nutricionista pode ajudar na elaboração de tais dietas.

Doenças infecciosas

As doenças infecciosas de trato respiratório também são maiores nesta época do ano. Dessa forma, a vacinação para a proteção de Bordetella (uma bactéria que se instala no trato respiratório de cães) e de cinomose (um vírus que tem uma de suas fases o trato respiratório de cães) é de suma importância.

Muitas pessoas acreditam que a vacinação de raiva é a única que deve ser aplicada em cães adultos, contudo uma série de vírus e bactérias podem ser letais para os cães adultos ou filhotes. Consulte o médico veterinário de seu animalzinho para estar por dentro do melhor protocolo vacinal para o seu pet.

Os gatos também têm como principal problema nesta época o contágio de doenças infecciosas de trato respiratório (Calicivirose felina, Rinotraqueíte infecciosa felina e clamidiose). Os mais afetados são os animais com o focinho mais curto (como persas), contudo não são os únicos. Qualquer gato que entre em contato com um desses agentes infecciosos pode adoecer. O contato pode ocorrer através de nossas roupas, caso entremos em contato com o agente no nosso dia a dia. Dessa forma mesmo um gato que não tenha o costume de sair de casa pode se infectar. Consequentemente a vacinação anual para a prevenção dessas doenças torna-se fundamental.

 

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.