Lista de postagem

Cuidados com os gatos no verão

Gatos são animais que no geral suportam bem o calor. Eles gostam de se deitar e passar horas tomando sol.

Deve-se redobrar os cuidados porque o sol é demasiado forte e pode ser prejudicial para eles, causando inclusive a longo prazo, o temido câncer de pele. Diferente dos cachorros, os gatos não costumam ficar ofegantes. Em dias quentes de verão, você irá notar que seu gatinho tende a lamber-se mais do que o habitual. Desta forma eles resfriam o seu corpo. Ao lamberem-se deixam saliva na pele e quando a saliva evapora, a temperatura do corpo deles diminui.

Fique atento a algumas dicas de cuidados com os gatos nesta época do ano.

Cuidados com os gato no verão

 Lugares frescos com sombra

Geralmente os gatos irão buscar lugares frescos para deitar e abrigar-se do sol em dias muito quentes. Os lugares mais apreciados são pias, banheiras, pisos frios, caixas de areia, atrás de plantas e até mesmo o interior de vasos vazios, pisos de cerâmica ou na frente de um ventilador ou ar condicionado. Portanto, libere lugares confortáveis para que ele possa ficar e se manter fresquinho.

Hidratação dos gatos

Assim como nós humanos, os gatinhos também precisam e adoram beber água geladinha para se refrescar nos dias muito quentes.
Uma ótima dica é colocar bolsas de gelo próximas aos lugares onde eles gostam de deitar, ventiladores e até mesmo toalhas úmidas com água fria. Cubos de gelo em tigelas de água são também uma ótima medida para cuidar dos nossos amigos peludos.

Lembrando que é muito importante trocar a água de seu gato ou cão várias vezes ao dia durante os dias quentes. Muitos felinos passam sede e não bebem água se ela estiver suja ou empoeirada, o que pode causar alguns problemas de saúde.
Melhor ainda é oferecer água corrente de uma torneira ou fonte, pois eles adoram!

Pelagem

Alguns gatos possuem pelagem muito densa e longa, neste caso é interessante considerar uma tosa para que não sofra tanto no calor forte. Algumas pessoas aparam apenas a parte da barriga.
Outra tática que pode ser usada é colocar seu gato dentro de uma pia com um fundo de água e, após o susto inicial, passar as mãos úmidas no pelo dele. Assim, além de resfriar o corpo dele, você consegue limpar e remover os pelos soltos. Muitos deles adoram e relaxam nesta hora!
Se o seu gatinho não gostar de ficar na pia, você pode tentar fazer o mesmo processo com uma toalha bem úmida ou papel toalha bem molhado.

Mesmo que o gato tenha pelagem curta, uma dica muito boa é escová-lo diariamente para remover a pelagem morta. Além deles adorarem o carinho, você estará promovendo conforto ao seu peludo, ajudando-o a se refrescar e diminuir o problema com bolas de pelo.

Ambiente agradável

Se em sua casa ou apartamento tem varanda, evite expor seu gato ao ar quente em dias de calor, prefira passeios ao ar livre apenas em momentos mais frescos como o início da manhã e o entardecer, evitando o horário de sol mais intenso (entre as 10h e 17h).

Em ambiente interno, utilize umidificadores. O vapor úmido e frio que exala normalmente é muito atraente para felinos que estão passando calor.

Monitorando a saúde

Se a sua casa chegar a ficar muito quente, o seu gato poderá demonstrar um comportamento ofegante, pois estará expelindo o calor de dentro de seu corpo e substituindo por um ar mais frio.

A temperatura dos felinos considerada normal, da mesma forma que com os cachorros é em torno de 38 a 39,2° C. Se a temperatura de seu gatinho estiver menos que 38 ou acima 39,2 graus certamente deve ser verificada por um profissional veterinário, pois sugere algum tipo de problema. No entanto é sempre bom checar a temperatura, pois eles são mais sensíveis que cães e podem ter uma elevação de temperatura simplesmente causada por estresse.
A única maneira para saber exatamente se o gato está com febre, é medir sua temperatura com um termômetro retal ou um termômetro de ouvido, mais moderno porém mais raro.

Sintomas de possíveis problemas

Gatos podem apresentar um quadro de hipertermia devido ao calor excessivo, podendo assim apresentar sintomas que incluem salivação excessiva, respiração ofegante, desidratação, mucosas congestionadas, arritmias cardíacas, dificuldade respiratória, constipação, vômitos ou diarreia hemorrágica, podendo também ter convulsões, que pode ser mais grave.

Portanto, se observar algum sintoma destes, leve o seu gato imediatamente para um veterinário. A suspeita de insolação é um quadro grave que merece cuidados emergenciais com a terapia de fluídos, regulação da temperatura corporal tratando possíveis danos nos rins e observando se existe disfunção cardíaca ou outra disfunção orgânica. Nestes casos quando o tratamento inicia-se mais cedo, melhores são as chances de recuperação.

No caminho ao veterinário, mantenha o gato com uma boa ventilação, utilizando uma toalha úmida com água fria para refrescá-lo. Lembre-se que de forma alguma, nunca mergulhe um animal nestas condições em gelo ou água gelada. Você pode sim, colocar alguns cubos de gelo sobre a cabeça dele enquanto estiver indo ao veterinário.

 

Essa são dicas simples mas importantes para garantir o bem estar dos bichanos em dias de muito calor. Fique de olho no seu amigo, para curtir o verão com tranquilidade.

 

 

Fonte: Geraçãopet

 

 

 

Recuperar Senha

Informe um e-mail para receber instruções de como criar uma nova senha.